728x90 AdSpace

  • Novidades

    segunda-feira, 15 de outubro de 2007

    Blog Action Day: Aquecimento Global e Meio Ambiente

    Hoje está rolando a 1.ª edição do Blog Action Day, um movimento global envolvendo mais de 15 mil blogs em todo o mundo, com o objetivo comum de se mobilizar em torno de uma causa global. O tema desse ano caiu como uma luva na minha área de atuação: o Meio Ambiente.

    Tem quem não saiba, mas depois de formado e de atuar anos na área penal, decidi me especializar em outros campos do direito, e escolhi de cara um, nos idos de 2005, que julgava ser o mais adequado às necessidades não só minhas, mas da coletividade: o Direito Ambiental.

    Legislações e juridiquês à parte, aprendi os meios necessários para defender a preservação de algo muito importante para todos nós: nossa própria existência nesse planetinha.

    Preservar o meio ambiente é lema de muita gente, que na prática pouco faz para realmente buscar tal objetivo. Preservar o meio ambiente já virou hino de eco-xiita ou de hipócritas, que ainda não compreendem que o homem é só mais um elemento no meio desse complexo sistema o qual ainda exploramos indiscriminadamente como se fôssemos seus senhores absolutos.

    O fato é que hoje as coisas estão ficando um pouco fora de controle: a Floresta Amazônica já perdeu cerca de 17% de sua cobertura vegetal, a Mata Atlântica foi reduzida a menos de 2%, o Pantanal e o Cerrado estão ameaçados com a instalação indiscriminada de usinas de álcool e a cultura maciça de cana-de-açúcar... O que fazer para garantir o desenvolvimento da nação, sem comprometer o meio ambiente? Como permitir que o Estado cresça, gere renda e empregos, sem destruir a nós mesmos?

    Muitas políticas de desenvolvimento sustentável têm sido elaboradas com vistas às gerações futuras. Vide as reuniões da Eco 92, a Rio +10, a assinatura de tratados como o Protocolo de Kyoto... Porém, nada disso tem se mostrado suficiente.

    Em meio à toda essa discussão, surgiu há algum tempo uma proposta mirabolante, que parece ser um filão muito lucrativo para muitos países - incluindo o Brasil: a compra dos chamados Créditos de Carbono. Mas o que diabos é isso?

    Crédito de Carbono é quantificado em uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) que é jogada no meio ambiente. A cada uma tonelada emitida, é gerado um crédito de carbono. Este crédito é negociado no mercado internacional, e a renda proveniente da aquisição desse crédito é revertida para a recuperação de áreas de reserva em determinados países - em sua maioria, em desenvolvimento.

    Então, por exemplo, se a China comprar 100 créditos de carbono, poderá emitir 100 toneladas de CO2, com a condição de investir todo o crédito em reflorestamento. Claro que esses valores são irrisórios - tanto que a tonelada, ou seja, cada Crédito de Carbono no Brasil é vendido pela bagatela de US$ 5,00. Isso mesmo, cinco dólares.

    Mas por que reflorestamento? E esse valor não é muito irrisório?

    Comecemos pelo mais simples: opta-se pelo reflorestamento, pois estima-se que uma árvore sozinha é capaz de absorver até 4 toneladas de CO2/dia, ou seja, 4 vezes mais do que é emitido com a aquisição do crédito. As áreas de reflorestamento vêm para garantir que a Terra não vire uma bola de fumaça gigante, funcionando como verdadeiros catalisadores. Aqui, parte-se do princípio que a poluição atinge o mundo todo, logo, uma área verde no Brasil consegue compensar as emissões na Ásia, por exemplo.

    Sobre os valores, é preciso que haja apenas um cuidado quando tratamos da questão desses créditos: evitar monetarizar pura e simplemente o meio. Se reduzimos o meio a um produto que pode ser adquirido com a aquisição simples de créditos, podemos acabar gerando mais emissões do que nossas florestas darão conta de absorver. Parcimônia e moderação devem ser palavras de lei.

    O que garantirá nossa sobrevivência como espécie ainda será o nosso bom senso e capacidade de usar a tecnologia de que dispomos a nosso favor. Enquanto visarmos cegamente lucros, explorarmos indiscriminadamente o que nos foi confiado, ignorando os impactos que causamos no meio, antes de sermos vítimas de um futuro tenebroso, seremos ainda testemunhas de tragédias como as registradas em Nova Orleans, em 2006, fruto de desequilíbrios causados pela própria ação do homem.

    Para fechar, não podia deixar de rolar o vídeo mais clássico sobre aquecimento global trazido por São YouTube. É engraçado, mas traz um fundo de verdade no que diz respeito à sensação de que devemos fazer alguma coisa.





    Links Interessantes:

    Calculadora de Carbono - Meça o tamanho do seu impacto pessoal no meio ambiente. Ajuda a rever algumas coisas.

    Carbono Brasil - Informações completas sobre a questão dos Créditos de Carbono.
    • Comentários do Blogger
    • Comentários do Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: Blog Action Day: Aquecimento Global e Meio Ambiente Rating: 5 Reviewed By: Raphael Chaia
    Ir para Cima