While my eyes, go looking for flying saucers in the sky

- Tá ocupado? - Que foi? - Olha só isso. - ... - E aí? - Não sei se rio ou se sinto pena do infortúnio desse caboclo. Diálogo...

While my eyes, go looking for flying saucers in the sky

- Tá ocupado?
- Que foi?
- Olha só isso.
- ...
- E aí?
- Não sei se rio ou se sinto pena do infortúnio desse caboclo.

Diálogo rápido entre amigos. OK, mas do que estamos falando, exatamente? Se eu disser, você não vai acreditar. Vai achar que é lenda de internet. Por isso, vou colocar você para buscar um pouco e entender essa história.

1. Acesse: www.tj.sc.gov.br
2. Preencha os dados:
  • Processo: 1.° grau
  • Comarca: Brusque
  • N.º do processo: 011.06.002665-1
3. Clique em "todos os dados".

Leia com atenção. Sim, você não leu errado. Pode ler de novo se quiser. Pois é. É isso mesmo.

Um douto colega resolveu processar um monte de empresas, acusando-as de ter sido abduzido. E não só isso: ele foi chipado. Abduzido e chipado! Tendo em vista o "experimento científico muito retrógrado e de grande abalo físico" que foi realizado no coitado por "mentecaptos que se auto qualificam cientistas", ele deu à causa o módico valor de R$ 100.000.000,00 (cem milhões de reais).

A ficha demora a cair quando se lê os argumentos do douto colega. Eu até riria deles, não fosse um detalhe: a sentença. Doeu ler. Muito. O cara não teve direito à Justiça Gratuita... e vai ter de pagar as custas. Pelos meus cálculos, mais ou menos um milhão. Ganhou de brinde ainda um ofício à OAB, "para que analise a conduta profissional do Advogado autor".


Qual o problema de pedir 100 milhões? O cara foi abduzido! E chipado! Abduzido e chipado! É quase como ser arrastado pela sogra pra fazer compras com ela em dia de quarta-feira no Carrefour, e ainda ter o pé pisoteado por alguma senhora corpulenta. De preferência no dedo com a unha encravada.

Não vou entrar no mérito do que esse cara quis fazer ou deixou de fazer, não me interessa, e acredito que não interesse a você também... Mas me chamou a atenção ver a casa da mãe Joana que o Judiciário tá virando. Se vê qualquer coisa hoje!

O que fazer com ele? Executar o cara em um milhão? Vão executar o que dele? Oficiar a OAB para analisar a conduta profissional? Por que não oficiar pra entender o que tá havendo pessoalmente com ele? Profissionalmente falando, o máximo que pode rolar é uma má-fé. Pô. Eu daria quiçá uma medalha a ele. Com um mercado tão saturado de advogados e pseudo-advogados, se destaca quem consegue criar uma pérola como essa.

Passei o resto da tarde caçando um disco voador, ou qualquer coisa que o valha. Quero ser abduzido também. E chipado, claro.

3 comentários

Avatar
Ana 11 de abril de 2007 17:07

Pressupostos processuais, alguém...? 9.9

Reply Delete
Avatar
Gra 11 de abril de 2007 17:51

mais perigoso que as profissões, são as pessoas encarregadas por elas =p

gostei do texto ^^

Reply Delete
Avatar
Metra 12 de abril de 2007 12:08

Como eu disse antes:

Abduzido.
E CHIPADO.


WTF.

Reply Delete